De autoria da vereadora Maria Cedraz, lei que considera atividade religiosa como serviço essencial é sancionada

A limitação do número de pessoas presentes nos eventos religiosos será determinada por decisão fundamentada da autoridade competente.

Foto: divulgação

Foi publicada nesta terça-feira (8) no Diário Oficial, a Lei nº 2735/2021 que reconhece as atividades religiosas como essenciais no município de Cruz das Almas. A lei de iniciativa da vereadora Maria Cedraz (MDB) foi sancionada pelo prefeito Ednaldo Ribeiro (Republicanos) ressaltando que todos os templos e cultos poderão funcionar respeitando as medidas previstas para controle da pandemia da Covid-19. De acordo com a lei, a limitação do número de pessoas presentes nos eventos religiosos será determinada por decisão fundamentada da autoridade competente, conforme a gravidade da situação relativa à calamidade pública.

Compartilhe