Cruz das Almas: disputa por vaga feminina na Câmara é acirrada

O levantamento aponta que a disputa acirrada equivale a uma média de 4,6 candidatas por vaga.

Foto: reprodução / Google Imagens

A participação das mulheres nas eleições municipais deste ano em Cruz das Almas deve sofrer um acréscimo de 1,5% em relação ao pleito anterior, quando foram registrados 30,4% de candidaturas, em 2016.

Se todos os pedidos de registro de candidaturas forem aceitos pelo Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), 67 (sessenta e sete) mulheres disputarão uma das 15 cadeiras do Legislativo Municipal, o que representa 31,9% do total. O levantamento feito pelo Forte na Notícia, aponta que a disputa acirrada equivale a uma média de 4,6 candidatas por vaga.

Os partidos com maior número de candidaturas femininas em 2020 são: DEM, MDB, PP, PSD e Republicanos (com 7 registos cada), seguidos de Cidadania (6), PDT (6), PSB (6), PT (6), PC do B (5), PSDB (1), PSOL (1) e Solidariedade (1). Apesar das mulheres terem ganhado força nos últimos anos na política local, apenas 3 cadeiras da Câmara Municipal são ocupadas por elas, sendo duas do MDB e uma do PC do B.

Em meio as discussões de questões femininas ligadas ao aborto, maternidade, assédio e a vida profissional, a luta por direitos das mulheres tem crescido bastante no Brasil, que possui uma das piores representatividades política feminina da América Latina.

Compartilhe