Construção da Clínica de hemodiálise de Cruz das Almas está em ritmo acelerado

A implantação desse serviço beneficiará toda a região.

Em janeiro deste ano a Prefeitura Municipal de Cruz das Almas fez o lançamento da pedra fundamental da Clínica de Hemodiálise. A construção faz parte de um projeto da Prefeitura e o Instituto Brasileiro de Desenvolvimento da Administração Hospitalar – IBDAH. A unidade está sendo construída em uma área doada pela Prefeitura Municipal com apoio da Câmara de Vereadores em um terreno de aproximadamente 2.000m². As obras estão em ritmo acelerado.

O prefeito Orlando Peixoto destaca a importância da clínica para a cidade de Cruz das Almas e região. “O funcionamento da Clínica de Hemodiálise em nosso município representa um ganho enorme para a vida de centenas de pessoas que precisavam acordar de madrugada para realizar o tratamento de hemodiálise em outra cidade”, afirmou.

A implantação desse serviço beneficiará toda a região de Saúde de Cruz das Almas, atendendo a 9 municípios. O serviço também reduzirá assim o deslocamento dos pacientes que precisam desse serviço e que, atualmente, buscam essa assistência em Santo Antônio de Jesus, Valença, Feira de Santana ou, até mesmo, em Salvador. Além do benefício assistencial, os pacientes que utilizam esse serviço deixarão de percorrer de 600 a 1.800km por mês para garantir o seu tratamento.

O engenheiro, responsável técnico pela obra, Leonardo Garboggini informa o andamento da obra: “Iniciamos no município de Cruz das Almas a construção da clínica de hemodiálise. Desde então, foram gerados empregos e recursos. A obra conta com 25 funcionários diretos e 15 indiretos, totalizando 40 colaboradores em campo. A construção da unidade de hemodiálise encontra-se com 45% do seu avanço físico e previsão de entrega é para junho de 2020. Com a clínica em funcionamento será proporcionado uma melhor qualidade de vida para os cruzalmenses e moradores das cidades vizinhas que necessitam desse tratamento”.

Ana Paula Santana, gestora de contratos do IBDAH, destaca que inicialmente a clínica funcionará com 35 máquinas em 2 turnos, atendendo a 140 pacientes/mês. Pode-se chegar a atender até 300 pacientes/mês, utilizando sua capacidade máxima de 50 máquinas em 3 turnos.

“Fui gestora do SUS por quase 15 anos e fico imensamente feliz em ver mais uma conquista que beneficiará a cidade de Cruz das Almas e região. Um serviço tão importante como é o serviço de nefrologia. Tenho certeza que o funcionamento da clínica de hemodiálise é o pontapé inicial de outros avanços que faremos na Bahia. Ampliaremos, assim, os serviços do SUS para aqueles que realmente precisam.”

Compartilhe