Conde: Homem que se masturbava olhando vítimas por buraco é preso; Justiça fixa fiança

O Ministério Público manifestou pela liberdade provisória cumulada com medidas cautelares.

Foto: Divulgação

Um homem foi preso em flagrante por se mastubar enquanto olhava vítimas através de um buraco em um muro. A prática é de importunação sexual contra duas vítimas na cidade do Conde e se condenado, o homem pode ter uma pena de um a cinco anos de prisão. A Justiça já arbitrou fiança ao homem, que é serralheiro.

Ele teria feito dois buracos no muro e no toldo onde trabalha para ficar bisbilhotando vizinhas, quando estas usavam roupas íntimas, ao tempo em que ficava se masturbando olhando para às vizinhas. Um das vítimas já estava desconfiada pela fama que ele tem na cidade, e também porque viu um movimento estranho no muro quando estava estendendo roupas. Em seguida, a PM foi acionada e flagrou o acusado se masturbando e olhando no buraco do muro para as vítimas, de acordo com o Entre Rios Notícias.

O Ministério Público manifestou pela liberdade provisória cumulada com medidas cautelares. O juiz substituto da Comarca, Dr. José Brandão, arbitrou fiança e determinou que réu cumpra várias condições, como manter-se afastado das vítimas por uma distância mínima de 200 m e disse que o réu deve “Fechar os buracos do muro ou do toldo por meio dos quais estava olhando, de forma lasciva, as vítimas, e não mais praticar o referido ato (no caso, a masturbação), ou qualquer situação libidinosa, no local de trabalho ou de exposição similar em público”.

O Magistrado advertiu o réu “o descumprimento das condições poderá ensejar o agravamento das medidas ou a prisão preventiva, por nova decisão judicial”.

Compartilhe