Comissão de Clubes propõe férias coletivas e redução de salário se paralisação seguir

As informações são do site GloboEsporte.com.

Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

Uma reunião online na última sexta-feira (20) debateu propostas para o futebol brasileiro, que está parado em virtude da pandemia do novo coronavírus. As informações são do site GloboEsporte.com.

A Comissão Nacional de Clubes, formada por Fluminense, Atlético-MG, Grêmio, Palmeiras e Bahia, além de Avaí e Paraná na Série B, enviou as propostas para a Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol (FENAPAF) e para outros sindicatos de atletas profissionais.

De acordo com a publicação, são cinco propostas: férias a partir do dia 23 de março com término no dia 21 de abril; Férias de final do ano entre 24 de dezembro e 2 de janeiro; Caso os campeonatos não voltem após as férias coletivas, remuneração (CLT e imagem) reduzida em 50%; Após 30 dias da redução, se não houver retorno, suspender contratos; Parcelamento das recisões contratuais em até cinco vezes.

As propostas devem englobar as quatro séries nacionais do futebol brasileiro e servir também para os clubes pequenos, que vivem situação ainda mais complicada por causa da suspensão dos estaduais. Segundo o site, uma nova reunião está marcada para os próximos dias e os jogadores vão tirar dúvidas sobre as propostas com advogados.

Compartilhe