CNE aprova medida que libera ensino remoto até dezembro de 2021

Texto ainda precisa ser homologado pelo MEC e vale para educação pública e privada

Foto: Divulgação/ MCTIC

O Conselho Nacional de Educação (CNE) aprovou por unanimidade hoje (6) um parecer que permite a continuidade do ensino remoto até dezembro de 2021, caso seja opção das redes.

A proposta aprovada no colegiado recomenda ainda que os sistemas de ensino não reprovem os estudantes.

O texto ainda precisa ser homologado pelo Ministério da Educação (MEC) e vale para educação pública e privada.

O prazo previso anteriormente era até julho, mas a partir da demanda, o CNE resolveu estender para dezembro como uma medida de cautela.

Compartilhe