Ciro acusa Rui de atuar ‘por trás dos panos’ a favor de reforma da Previdência

O pedetista ainda disse que sentia ‘dor de um pai’ por voto de Tábata Amaral.

Foto: José Cruz/Agência Brasil

O candidato derrotado à Presidência da República no ano passado Ciro Gomes, do PDT, acusou governadores petistas, incluindo o baiano Rui Costa, de atuar “dura e pesadamente” a favor da reforma da Previdência “por trás dos panos”. Em entrevista hoje (11) à Rádio Guaíba, Ciro afirmou que a bancada do Ceará, estado do qual já foi gestor, foi o único a não dar maioria para o texto. O pedetista comentou ainda o voto favorável à proposta pela deputada Tábata Amaral, do mesmo partido. Ele disse que sentia “a dor de um pai” por estar decepcionado com o posicionamento da parlamentar. “Desgosto de filha, como diz o verso do Djavan. Eu recrutei a Tábata, que tem origem na favela, é uma pessoa de grande valor, mas cometeu um erro indesculpável”, declarou ele.

Compartilhe