“Chefão” do BDM, “Zé de Lessa” é morto durante operação policial no MS e acende alerta na Bahia

A informação foi confirmada pela Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp)

Foto: divulgação/SSP

O criador e líder da facção criminosa Bonde do Maluco, José Francisco Lumes, foi morto durante uma operação da Polícia Militar no estado do Mato Grosso do Sul na noite de terça-feira (3/12). A informação foi confirmada pela Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp).

“Zé de Lessa” estava sendo procurado por uma tentativa de assalto a um carro-forte que aconteceu na segunda-feira (2/12) na divisa com o Paraguai. Mesmo frustrado, o grupo conseguiu fugir, mas acabou sendo localizado durante uma operação conjunta do Batalhão de Operações Policiais Especiais e do Departamento de Operações de Fronteira (DOF). O bando atirou contra os agentes, que revidaram. Quatro acabaram sendo baleados e um preso.

A morte de José acende um alerta na Secretaria da Segurança Pública da Bahia, que teme represálias de integrantes do Bonde do Maluco, que comanda o tráfico de drogas em parte de Salvador e do interior. Até a publicação desta reportagem, a SSP não tinha se pronunciado.

ORGANOGRAMA

O “Bonde do Maluco” foi criado dentro da Penitenciária Lemos Brito, em Salvador, por “Zé de Lessa”. Alvo de diversas operações, inclusive no Mato Grosso do Sul, o criminoso estampava há muito tempo o Baralho do Crime da SSP baiana, uma ferramenta lúdica para apresentar à população as pessoas mais procuradas.

A facção comandada pelo assaltante já foi alvo de dezenas de operações das Polícias Militar e Civil da Bahia. Em 2018, duas delas ganharam destaque. Em agosto daquele ano, no bairro de Brotas, em Salvador. Uma pessoa morreu e pelo menos 12 foram presas em fases diferentes. Já em julho, uma ação da PM da Bahia matou cinco suspeitos de assalto a banco no município de Serra Dourada. Um dos homens de confiança de Zé morreu.

Em novembro também de 2018, “Zé” sofreu um novo baque. O seu irmão, que não teve o nome divulgado na época, morreu durante uma operação da polícia do Maranhão para localizar um grupo suspeito de assaltar um banco em Bacabal. Os criminosos, de acordo com a Secretaria da Segurança Pública, foram desarticulados. A polícia suspeita que “Zé de Lessa” tenha sido o mentor intelectual da ação, que levou muito terror à cidade.

Compartilhe