Cerca de 120 detentos não retornaram aos presídios da BA após saída provisória de fim de ano

Ao todo, 424 benefícios foram concedidos nas unidades prisionais administradas pelo governo do estado. Retorno deveria ter acontecido até a última sexta-feira, dia 7.

Foto: Maiana Belo/G1 BA

Cento e dezoito detentos que tiveram o benefício de saída provisória no Natal e Réveillon não retornaram aos presídios na Bahia. As informações foram confirmadas nesta segunda-feira (10) pela Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap).

Ao todo, 424 benefícios foram concedidos nas unidades prisionais administradas pelo governo do estado. A Seap detalhou que o retorno deveria ter acontecido até a última sexta-feira, dia 7. Com este prazo vencido, os detentos são considerados foragidos do sistema carcerário e da Justiça.

Também conhecido como “saidinha”, o benefício está previsto na lei de execução penal, e é concedido apenas a presos que cumprem pena no regime semiaberto. Cada detento teve saída em datas diferentes, após juízes analisarem caso a caso.

No ano passado, a saidinha – que é parte do processo de ressocialização –, não foi concedida por causa da pandemia da Covid-19.

Conteúdo G1

Compartilhe