Castro Alves: Prefeitura decreta toque de recolher por três dias; multa é de até R$ 10 mil

Durante esse período, ficará proibida a circulação de pessoas nas vias do município entre 18h e 5h da manhã.

Foto: Divulgação

A prefeitura de Castro Alves, no Recôncavo, publicou um decreto, nesta sexta-feira (10), estabelecendo a implantação de um toque de recolher por três dias, contados a partir deste sábado (11). Durante esse período, ficará proibida a circulação de pessoas nas vias do município entre 18h e 5h da manhã.

A exceção fica por conta de pessoas no exercício de sua atividade laboral, regularmente comprovada, acesso aos serviços essenciais ou sua prestação, observando-se necessidade ou urgência.

As atividades consideradas essenciais, segundo o decreto municipal, são farmácias, postos de combustíveis, limpeza pública, serviços de saúde, funerárias e deliverys de restaurantes, lanchonetes, supermercados, água e gás.

As pessoas físicas ou jurídicas que descumprirem as normas previstas no decreto poderão ser multadas em valores que vão de R$ 100 a R$ 10 mil. A prefeitura também prevê interdição de estabelecimentos, cassação de licença de funcionamento, remoção compulsória de pessoas e fechamento das portas de pontos comerciais.

Castro Alves possui, segundo o boletim epidemiológico municipal publicado na manhã desta sexta (10), 116 casos confirmados da Covid-19, sendo que 55 são considerados ativos e 60 já encontram-se recuperados. Uma pessoa morreu em decorrência da doença no município.

Compartilhe