Caminhoneiro drogado com cocaína é perseguido pela PRF por 63 Km; assista

Seis agentes imobilizaram e algemaram o motorista, que se debatia e se negava a sair do caminhão. Na cabine, foi localizada “uma pequena quantidade de substância análoga à cocaína”, informou a PRF.

Após uma espetacular perseguição por 63 quilômetros, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu um caminhoneiro que dirigia sob efeito de cocaína no trecho da BR-116 em Campina Grande do Sul, região metropolitana de Curitiba. O caso aconteceu na tarde de terça-feira (8).

Quando fazia uma ronda na pista sentido São Paulo da rodovia Régis Bittencourt, uma equipe de policiais foi alertada por diversos motoristas que o caminhão, modelo Ford Cargo, estava andando perigosamente em zigue-zague, pondo em risco outros usuários da estrada. O caminhoneiro mudava repentinamente de faixa e forçava outros veículos a saírem da pista.

A viatura da PRF que tentou abordar o caminhão também foi alvo de manobras perigosas do motorista. Desobedecendo às ordens de parada, o caminhoneiro fez um retorno 16 quilômetros depois e seguiu no sentido Curitiba.

Os policiais estouraram cinco pneus do caminhão a tiros, mas, mesmo assim o motorista continuou em fuga. No quilômetro 56 da rodovia, ao tentar escapar de um bloqueio montado pelos policiais, o caminhoneiro tentou atravessar para a pista contrária, mas acabou parando no canteiro central.

Seis agentes imobilizaram e algemaram o motorista, que se debatia e se negava a sair do caminhão. Na cabine, foi localizada “uma pequena quantidade de substância análoga à cocaína”, informou a PRF.

Morador de Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul, o caminhoneiro confessou ser usuário de cocaína há dois anos. Ele responderá pelos crimes de “conduzir veículo automotor com capacidade psicomotora alterada por substância psicoativa que determine dependência, direção perigosa, desobediência e resistência à prisão”.

Compartilhe