Bolsonaro indica que vetará perdão a dívidas de igrejas

A sinalização do presidente desagradou integrantes da bancada evangélica.

Foto: Marcos Corrêa/PR

O presidente Jair Bolsonaro indicou ontem (9) que vetará trecho de projeto de lei que concede o perdão tributário de igrejas no país, cujas dívidas passam de R$ 1 bilhão. Segundo a Folha de S. Paulo, durante conversa com assessores presidenciais e deputados governistas, Bolsonaro disse que não pretende entrar em novo embate com o ministro da Economia, Paulo Guedes. O setor jurídico do Palácio do Planalto também defende que a medida não entre em vigor. A sinalização do presidente, entretanto, desagradou integrantes da bancada evangélica.

Compartilhe