Bolsonaro diz que operação que flagrou senador ‘é motivo de orgulho’

Presidente voltou a afirmar que em seu governo não existe corrupção e descartou ser amigo de Chico Rodrigues.

Foto: Reprodução/Twitter

O presidente Jair Bolsonaro comentou na manhã desta quinta-feira (15) o caso do senador Chico Rodrigues (DEM-RR), flagrado na noite de quarta (14) com dinheiro na cueca, após uma operação de busca e apreensão da Polícia Federal (PF) em sua casa. Bolsonaro voltou a afirmar que em seu governo não existe corrupção e disse que a “operação é motivo de orgulho”.

O senador Chico Rodrigues, é um dos vice-líderes do governo no Senado, no entanto, o presidente descartou a possibilidade de que tenha alguma amizade com o parlamentar. O senador já foi investigado no esquema da Farra dos Combustíveis, quando era Deputado Federal.

“Parte da imprensa me acusando do cara ser meu amigo, eu coloquei como vice-líder e que eu não combato a corrupção. Vamos deixar bem claro, essa operação da Polícia Federal de ontem, como metade das operações, foi em conjunto com Controladoria-Geral da União. Ou seja, nós estamos combatendo a corrupção. Não interessa quem seja a pessoa suspeita”, disse Bolsonaro a apoiadores na saída do Palácio da Alvorada nesta manhã.

Amizade

Apesar de negar ter amizade com o senador Chico Rodrigues, o presidente Jair Bolsonaro já apareceu em um vídeo ao lado do parlamentar, que alegou ter amizade com ele há quase 20 anos, afirmando que a amizade entre os dois é “quase como uma união estável”.

“Essa operação de ontem é típica do meu governo. Não tem corrupção no meu governo e combatemos a corrupção, seja de quem for. Vocês estão há quase dois anos sem ouvir falar em corrupção no meu governo. Nós destinamos bilhões de reais a Estados e municípios, tem as emendas parlamentares também, e de vez em quando, não é muito raro, a pessoa faz uma malversação desses recursos. Agora, a CGU está de olho, a nossa PF está de olho e tomamos decisões”, finalizou o presidente a apoiadores.

Compartilhe