Bolsonaro decide nomear Sérgio Banhos como ministro do TSE

Com a decisão, chefe do Palácio do Planalto frustra a indicação da presidente do Tribunal, Rosa Weber, que havia apostado em Grace Mendonça

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Juiz substituto da corte, Sérgio Silveira Banhos foi o escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro para o cargo de ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que assume a vaga deixada por Admar Gonzaga.

Com a decisão, Bolsonaro frustra a indicação da presidente do TSE, Rosa Weber, que havia apostado em Grace Mendonça para o posto. Segundo a coluna Painel, da Folha, Grace foi advogada-geral da União na gestão de Michel Temer.

A indicação de Banhos tinha a simpatia do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, e de Admar Gonzaga, que está de saída do TSE. Ele atuará na corte nas eleições municipais de 2020.

Compartilhe