Barroso elogia Mandetta e diz ser contra adiar eleições para 2022

Ministro do Supremo Tribunal Federal, Barroso será o presidente do Tribunal Superior Eleitoral durante as eleições deste ano.

Foto: Divulgação

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, elogiou a performance do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, diante da crise criada pela pandemia do novo coronavírus no Brasil. Além disso o ministro diz ser contra as propostas que preveem adiar as eleições municipais de 2020 para 2022. As declarações foram dadas em entrevista ao portal UOL hoje (06).

“Justiça seja feita, você tem um ministro da Saúde que tem conduzido com grande eficiência, dedicação e com base na melhor ciência que existe. E acho que apesar de tudo, o Brasil está reagindo razoavelmente bem à pandemia dentro das nossas circunstâncias”, afirmou Barroso.

Barroso será o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) durante as eleições deste ano. Há o temor de que, diante do avanço da epidemia, as eleições não possam ser realizadas.

“Sou radicalmente contra é cancelamento das eleições e esta proposta de fazê-las coincidir em 2022. Aí temos um problema grave. O eleitor deu um mandato de 4 anos, portanto, prorrogar isso frauda o comando e a vontade que o eleitor manifestou. Além do quê, eu acho uma péssima ideia coincidir eleições municipais com eleições nacionais. As pautas são diferentes”, afirmou o ministro.

Compartilhe