Bahia tem 485 policiais afastados devido pandemia da Covid-19; 136 estão infectados

Com a inclusão dos bombeiros militares, os números chegam ao contingente de 510 servidores afastados.

Foto: Reprodução / PM-BA

A contaminação pelo novo coronavírus ou o contato com algum infectado fez a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) afastar temporariamente 485 policiais militares, civis e do departamento técnico das suas funções. Com a inclusão dos bombeiros militares, os números chegam ao contingente de 510 servidores afastados. Segundo dados desta sexta-feira (22), 136 servidores contraíram a doença na Polícia Militar (120), Corpo de Bombeiros (11), Polícia Civil (10) e Departamento de Polícia Técnica (6).

Outros 335 profissionais foram afastados devido o contato com alguém infectado com a Covid-19 ou que tenha suspeita da doença. O afastamento nesses casos é de 14 dias, data estipulada por um protocolo criado pela SSP.

Entre os mais afetados pela pandemia estão os policiais militares: 75% dos casos estão na PM. São 225 policiais militares afastados pelo contato, outros 120 infectados e 12 casos de sintomas gripais. A categoria também lidera o número de óbitos pela Covid-19 com cinco óbitos na ativa e dois entre aposentados. Em nota, a SSP reforçou que tem tomado os devidos cuidados com a tropa com a disponibilização de máscaras, álcool em gel e limpeza de viaturas.

“O efetivo da PM corresponde a 76% dos servidores da SSP. A característica do trabalho ostensivo, diretamente na rua, implica na maior exposição ao vírus, diferentemente das polícias Civil e Técnica, além do Corpo de Bombeiros, que atuam após acionamento”, diz o manifesto da pasta.

A testagem dos servidores da segurança está sendo feita pelo Departamento de Saúde (DS) da corporação, que disponibilizou o contato (71) 99741-8819. O militar é atendido por um médico que passa esclarecimentos das 7h às 18h. Os testes são realizados após acompanhamento do setor.

Compartilhe