Após tragédia, governo destina R$ 62 milhões para o turismo em Brumadinho

Segundo o Ministério do Turismo, recursos serão disponibilizados com condições especiais, com prazos maiores e menores encargos

Crédito da Foto: Adriano Machado/Reuters

Mais de sete mil empresários de Brumadinho (MG) receberão parte dos R$ 62 milhões anunciados ontem (16) pelo governo para tentar reativar a atividade econômica local após o rompimento da barragem da mineradora Vale. A tragédia causou a morte de 166 pessoas e o desaparecimento de 144.

O município, que sedia o maior museu ao ar livre da América Latina – o Instituto Inhotim –, tem na atividade turística uma importante fonte de renda.

Segundo o Ministério do Turismo, o dinheiro do Fundo Geral de Turismo (Fungetur) será direcionado ao Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) para depois ser disponibilizado para os prestadores de serviços turísticos cadastrados regularmente no Cadastur, o cadastro nacional do setor, em toda a região.

Os recursos serão disponibilizados com condições especiais, com prazos maiores e menores encargos, sendo destinados principalmente a microempresas que atuam com hospedagem, agências de viagem, locadoras de veículos e transportadoras turísticas.

Compartilhe