Após diagnóstico de coronavírus, ministro da Educação revela pneumonia

Assim como o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), ele defendeu o uso da hidroxicloroquina no tratamento da doença.

Foto: Isac Nóbrega/PR

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, disse hoje (25) que está com um início de pneumonia. Ele foi diagnosticado com coronavírus na última segunda-feira (20), quatro dias depois de assumir a pasta. Em post no Twitter, o chefe do MEC disse estar bem e medicado.

“Amanheci bem melhor, mas ontem meus médicos constataram um início de pneumonia. Fui à clínica e tomei via venosa antibiótico. Hj acordei bem melhor, 10% de tosse mas ainda sem apetite. Obrigado pelas orações e por tudo. Abraço fraterno a todos”, escreveu. Assim como o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), defendeu o uso da hidroxicloroquina no tratamento da doença.

Doutor em educação pela USP e mestre em Direito Constitucional pelo Mackenzie, ele é o quarto ministro a ser indicado para chefiar o MEC no governo Bolsonaro, que já teve Ricardo Vélez Rodríguez, Abraham Weintraub e Carlos Alberto Decotelli da Silva – este último foi nomeado, mas não chegou a tomar posse após irregularidades encontradas no currículo.

Compartilhe