Após decisão judicial, Twitter suspende conta de bolsonaristas

Político Roberto Jefferson, novo aliado do presidente, está entre os bloqueados, assim como o blogueiro Allan dos Santos, dono do canal Terça Livre.

Foto: Reprodução/ Twitter

A rede social Twitter, muito influente na criação do debate político no Brasil, suspendeu contas a pedido da Justiça brasileira. O bloqueio chegou a aliados do presidente da República, Jair Bolsonaro.

O político Roberto Jefferson, novo aliado do presidente, está entre os bloqueados, assim como o blogueiro Allan dos Santos, dono do canal Terça Livre. Os dois já foram alvo de inquéritos que investigam ataques contra o Supremo Tribunal Federal (STF).

Além deles, o também blogueiro Bernardo Küster também teve a conta suspensa. Ele também foi alvo de operação da Polícia Federal, em outro momento, a mando do STF.

Em nota, a rede social afirmou que a suspensão das contas atende decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). “O Twitter agiu estritamente em cumprimento a uma ordem legal proveniente de inquérito do Supremo Tribunal Federal (STF)”, informou a empresa.

Em maio, o ministro Alexandre de Moraes determinou o bloqueio das contas nas redes sociais “para a interrupção dos discursos com conteúdo de ódio, subversão da ordem e incentivo à quebra da normalidade institucional e democrática”.

Compartilhe