Após 4 meses de governo, avaliação de ruim e péssimo cresce de 26% para 31%

Pesquisa XP Investimentos dá sinais de que a aprovação da gestão Jair Bolsonaro (PSL) segue em declínio.

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Nova rodada de pesquisa da XP Investimentos dá sinais de que a avaliação do governo segue em declínio, informa a coluna Painel, da Folha. O percentual que vê a gestão Bolsonaro como boa ou ótima ficou estável (35%), mas o índice dos que a classificam como ruim ou péssima oscilou quatro pontos, de 26% para 31%, de abril para cá.

Segundo a publicação, a nota dos integrantes do governo que foram avaliados caiu –inclusive a de Sergio Moro, de 7,3 em janeiro para 6,5. A do presidente recuou de 6,7 para 5,7. Há só uma exceção: Hamilton Mourão. Tinha 5,5 e agora tem 5,6.

Compartilhe