Apático, Bahia volta a perder e vê Ceará chegar ao título invicto do Nordestão

Com mais um vice na conta, o Bahia tenta se recuperar a partir desta quarta-feira (5), contra o Atlético de Alagoinhas.

Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias

O Nordeste é alvinegro. Na noite desta terça-feira (4), o Bahia voltou a perder para o Ceará em Pituaçu por 1 a 0 e viu o adversário levar a melhor no placar agregado e conquistar a Copa do Nordeste após cinco anos. Cléber marcou o único gol da partida e garantiu a taça de forma invicta para o time comandado por Guto Ferreira. Com mais um vice na conta, o Bahia tenta se recuperar a partir desta quarta-feira (5), contra o Atlético de Alagoinhas, em Pituaçu, pela primeira partida da final do Campeonato Baiano.

O JOGO

O Bahia começou o jogo em cima do Ceará e assustou os alvinegros logo aos seis minutos. De fora da área e meio sem jeito. Fernandão bateu de fora da área e obrigou o goleiro Fernando Prass a defender em dois tempos. Aos 13 minutos, foi a vez de Gregore tentar de longe. O chute rasteiro, no entanto, passou longe. A equipe tricolor viu o Ceará buscando o ataque, mas seguiu sendo o mais atuante em busca do gol. Em mais um chute de fora da área, Rodriguinho bateu a bola passou ao lado.

Aos 24 minutos, o Bahia pediu pênalti quando a bola tocou no braço de Luiz Otávio. A partida ficou parada para a análise do árbitro de vídeo, mas o juiz principal não chegou a ser acionado para verificar o lance. O Bahia não abafava o Ceará, mas seguia tentando de longe. Aos 27, Fernandão mandou uma bomba na cobrança de falta e a bola passou perto.

Segundo tempo

Para o segundo tempo, o técnico Roger Machado promoveu a entrada de Nino Paraíba e Clayson no lugar de João Pedro e Lucas Fonseca, respectivamente. Com o desenho tático diferente e a presença de Gregore na defesa, a equipe começou a segunda etapa buscando a área do adversário.

Aos 13, veio o primeiro chute ao gol do Bahia. Após cobrança de falta, a bola sobrou fora da área com Élber, que finalizou para fácil defesa do goleiro Fernando Prass.

Cléber faz o primeiro do Ceará

Depois de uma sequência de erros do zagueiro improvisado, o Ceará chegou ao primeiro gol aos 15 minutos. Leandro Carvalho tocou para Bruno Pacheco no lado esquerdo. O lateral cruzou para a área e o centroavante Cléber completou para a rede. Abatido, o Bahia tentava abrir o seu marcado. Aos 26, Clayson pedalou na direita e tocou pra Marco Antônio, que bateu por cima.

O Bahia não conseguia criar jogadas e assustar o Ceará. Após algumas jogadas sem sucesso, a equipe tricolor tentou com Fernandão aos 37. O camisa 20 girou, mas bateu fraco e facilitou a defesa do goleiro Prass. Já o Ceará, com o resultado na mão, só se defendia e se arriscava pouco. Aos 40, Mateus Gonçalves chutou de longe, mas não assustou a defesa tricolor.

Compartilhe