Amazônia tem outubro com o menor número de queimadas da história

A média histórica para o mês desde 1998 é de 981 detecções de calor.

Foto: Reprodução/Youtube

O mês de outubro de 2019 teve 7.855 pontos de queimadas registrados na Amazônia, menor número desde o início do monitoramento do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), em 1998. O número mais baixo de focos, até então, havia sido registrado no mesmo mês daquele ano, com 8.777 detecções de calor. A informação é do G1.

Já no caso do Pantanal, o cenário é oposto. O maior registro da história do bioma em um mês de outubro ocorreu em 2002, com 2.761 focos de queimadas. Em outubro de 2019, já são 2.430, 331 focos a menos do que o recorde. A média histórica para o mês desde 1998 é de 981 detecções de calor.

Na Caatinga, o número é quase o dobro do registrado em 2018: passou de 2.476 para 4.716. Mesmo assim, está abaixo da média registrada ao longo do tempo no bioma. O mesmo acontece na Mata Atlântica, com 1.243 focos em outubro do ano passado e 2.184 em outubro de 2019 – a média é 3.097 para o mês.

Compartilhe