Advogado diz que Lula pedirá à Justiça para permanecer preso em Curitiba

Ex-presidente já tem direito a passar para o regime semiaberto.

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil

O advogado do ex-presidente Lula, Cristiano Zanin, informou nesta sexta-feira (18) que pedirá à justiça para que o petista continue preso na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba. O impasse começou quando Lula passou a ter o direito de passar para o regime semiaberto, por já ter cumprido parte da pena, mas se recusou a deixar a prisão por querer ver sua condenação anulada pelo Supremo Tribunal Federal (STF). “Lula reafirmou que não aceita o pedido do MPF de progressão de pena porque ele vai buscar a sua liberdade plena, a sua inocência, e o reconhecimento de que não praticou qualquer crime”, disse o advogado a jornalistas. Além de Zanin, a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, também esteve com Lula nesta sexta, em Curitiba.

Compartilhe