261 mil benefícios irregulares do INSS foram cancelados este ano; economia é de R$ 4,3 bilhões

Do total, 59% dos benefícios cancelados eram recebidos por representantes legais do beneficiário falecido.

Em 2019, 261 mil benefícios do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) foram suspensos. De acordo com a Agência Brasil, os cancelamentos ocorreram por indícios de fraude e irregularidades.

“os motivos de pagamento irregular mais comuns decorrem de recebimento indevido de benefício assistencial (BPC) por servidores públicos estaduais e municipais, bem como benefícios pagos a pessoas falecidas e pagamento de benefícios assistenciais pagos a pessoas cuja renda familiar supera o limite legal”, explica nota do INSS.

Do total, 59% dos benefícios cancelados eram recebidos por representantes legais do beneficiário falecido. Em outros casos, houve realização fraudulenta de prova de vida, sonegação de informações e atraso na comunicação dos óbitos pelos cartórios.

Com a suspensão do pagamento, a economia é de R$ 336 milhões por mês, o que soma R$ 4,3 bilhões por ano.

Compartilhe