13 fatos históricos que podem cair no Enem 2019

Foto: Reprodução/RBS TV

Os processos seletivos, assim como a sociedade, mudam e evoluem ao longo dos anos. Atualmente, as provas têm exigido cada vez mais conhecimentos gerais dos estudantes, mesclando informações da sociedade com competências específicas. Com isso, fatos históricos e datas relevantes no contexto político-social costumam estar presentes nas avaliações.

Maurício Paz, professor de História do Colégio Positivo, explica que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), principal processo seletivo do país, tende a ser o mais nacionalista possível. “O Enem tem se mantido, no âmbito da prova de ciências humanas, com um perfil de teste que exige conhecimentos e reflexões acerca da realidade brasileira. Assim sendo, temas relacionados ao Brasil são mais recorrentes do que temas internacionais. Mas quando as questões fazem alguma referência a um fato ou temática internacional, é comum que elas estabeleçam relações com a realidade brasileira”.

Além disso, o professor comenta que, apesar das recentes modificações no alto escalão que rege o Enem, a prova deste ano dificilmente terá grandes diferenças das últimas edições: “como o Enem é elaborado a partir de um banco de questões previamente testadas e calibradas segundo a metodologia de Teoria de Resposta ao Item (TRI), é muito difícil que hajam modificações imediatas, uma vez que o banco de questões foi construído ao longo de 21 anos de existência do exame”.

O professor Maurício Paz, e o coordenador da área de História do Sistema Positivo de Ensino, Norton Frehse Nicolazzi Junior, separaram alguns acontecimentos históricos que completam jubileu em 2019 e têm maior chance de serem abordados nas provas:

10 anos do Novo acordo Ortográfico (2009).

10 anos do surto de H1N1 no Brasil (primeira pandemia do século XXI) (2009).

25 anos do Plano Real (1994).

25 anos da morte de Ayrton Senna (1994).

30 anos do falecimento do pintor Salvador Dali (1989).

30 anos da queda do Muro de Berlin (1989).

30 anos da fundação da cidade de Palmas como capital do novo estado Tocantins (1989).

30 anos das primeiras eleições diretas para presidente após a ditadura civil-militar brasileira (1989).

40 anos da posse de Margaret Thatcher como primeira ministra do Reino Unido (1979).

50 anos de Woodstock (rock’n’roll, movimento hippie e contracultura) (1969).

50 anos da chegada do homem à Lua (1969).

100 anos do Tratado de Versalhes (1919).

230 anos da Tomada da Bastilha em Paris e início da Revolução Francesa (1789).

Compartilhe